quarta-feira, 12 de outubro de 2011

HOMENAGEM AO DIA DO FISIOTERAPEUTA








FISIOTERAPEUTAS são ANJOS



Fisioterapeutas são anjos que nos ajudam.
Nos ajudam a entender que, apesar da queda, sempre nos ajudarão a levantar.
Nos ajudam a redescobrir os valores da vida, quando tudo parece estar perdido.
A ter paciência diante dos obstáculos.
A resgatar o amor próprio e a força de vontade.
A reconhecer que o corpo humano é algo espetacular.
Nos ajudam a perceber que a dor se torna frágil diante de suas mãos e a acreditar
que as cicatrizes são marcas de grandes vitórias.
A fortalecer, repotencializar e reeducar não só o nosso corpo, mas também a alma!
A resolver deficiências.
A acreditar que Deus existe!
A relaxar mesmo depois de um dia muito difícil. A encher os pulmões de esperança!
A drenar e expirar o sofrimento.
A viver o presente, sem temer o futuro. A alcançar a independência.
A prevenir a doença, tratar o corpo e recuperar a auto-estima.
A utilizar os elementos da natureza a nosso favor.
A acreditar que o mais simples toque de suas mãos faz toda a diferença.

 
 
Autora: Fernanda Póvoa



video

Fonte:  http://fisioterapia.com/videos/pagina/3
 






Na sua postura, a confiança. No seu cuidado, a esperança. Parabéns a todos os profissionais e acadêmicos de fisioterapia pelo seu grande dia!















quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Venda de Drenagem Linfática é proibida em sites

A proibição da venda de pacotes de drenagem linfática em sites de compras coletivas foi determinada pelo Coffito      


Janyne Godoy

Passado o entusiasmo com a novidade que diversos sites oferecem com as compras coletivas, pelas quais é possível comprar desde equipamentos a produtos e serviços, o Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (Coffito) publicou no Diário Oficial da União que proíbe a venda de serviços de fisioterapia e terapia ocupacional em sites de compra coletiva. Segundo o conselho, esses serviços, que incluem o pilates, drenagem linfática, acupuntura, entre outros, não poderão mais ser vendidos se oferecidos por profissionais da área da fisioterapia.

De acordo com a conselheira do Coffito, Perla Teles, a resolução do conselho atinge os profissionais da fisioterapia e da terapia ocupacional. “Quando essas atividades são efetuadas por outras ocupações, quem fiscaliza é a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) ou até o Conselho de Medicina, se for da área médica”, explica.

Segundo a fisioterapeuta, tratamentos como a drenagem linfática nem sempre possuem finalidade estética. “Por isso, decidimos que nossos profissionais não poderão mais oferecer esse serviços por uma questão de prevenção à saúde da população. Queremos que o atendimento aconteça com consulta, avaliação, diagnóstico e que o profissional determine qual vai ser a forma de tratamento”, afirma.

Com essa medida, está vetada a venda de pacotes de pilates, uma técnica de exercícios que deve ser aplicada por fisioterapeutas, além da drenagem linfática e outros tratamentos que se utilizam de equipamentos de eletroterapia, que utilizam correntes elétricas em tratamentos terapêuticos, e o Manthus, um equipamento computadorizado de ultrassom para redução de medidas.

Tratamentos que se utilizam do calor, termoterapia, e ainda a acupuntura, método que utiliza agulhas, também não poderão ser mais oferecidos em sites de compras coletivas por fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais.

“A drenagem linfática não é feita somente com objetivo estético. Mas, mesmo no caso da estética, a celulite, por exemplo, é uma doença que provoca dores, vários incômodos, podendo haver ainda outras patologias associadas. Achamos que isso deve ser avaliado antes de se iniciar um tratamento”, diz.

Ainda conforme a integrante do Coffito, há discussões com a Anvisa para que haja um controle mais restritivo no oferecimento desses tratamentos. “A ideia é levar isso adiante, conforme recebidas denúncias de tratamentos com problemas, como aconteceu com as câmaras de bronzeamento”, afirma.

A resolução do conselho leva ainda em conta as normas que regram a atividade, como referencial de cobrança de honorários, com o intuito de inibir a concorrência desleal.

Para a fisioterapeuta Telma Cassab, o importante é que o paciente passe por uma avaliação prévia para se diagnosticar se há alguma indicação para aquele tratamento. “Muitas vezes a pessoa busca um tratamento que não é indicado para ela, como por exemplo pessoas com hipertensão ou ainda que usam marcapasso”, fala Telma Cassab.

“O ideal é que a pessoa procure clínicas com profissionais capacitados e habilitados para desenvolver tal atividade”, destaca.

“Acho que a ideia de proibir a venda desses pacotes é tentar ao máximo preservar o próprio cliente, para que ele busque esses tratamentos por motivos específicos”, salienta.





FONTE: http://jornalcidade.uol.com.br/rioclaro/dia-a-dia/tecnologia/81507--Venda-de-drenagem-linfatica-e-proibida-em-sites---